Receita de Mulher

Quanto tempo sem escrever aqui, falta inspiração pra pensar numa coisa bacana pra se dizer. Hoje por algum motivo estranho me veio à mente esse poema, que eu acho incrível, de Vinícius de Moraes. Vou te confessar que nunca fui do tipo que é fã de banda, autor, diretor,… Em hipótese alguma! Nunca soube dizer em ordem cronológica os cds das bandas que geralmente escuto, nem todas as suas obras. Sempre fui mais superficial no que diz respeito à isso, eu gosto daquilo que de certa forma me chama a atenção positiva e negativamente mesmo que de forma efêmera. Por causa disso se você me questionar as obras de Vinícius com certeza irá se frustrar pois delas não conheço muitas, mas as que conheço gosto demais e fico feliz se assim houver indicações de outras coisas similares para eu ler, dificilmente dispenso novidades. E isso funciona pra qualquer área de conhecimento da vida.

Esse poema sempre me marcou, acho ele foi escrito com uma sinceridade que só Vinícius de Moraes saberia transmitir em formas de palavras, sem hipocrisias. Aliás quem já viu o documentário (que recentemente alguém me fez lembrar dele) sabe do que estou falando, se tinha uma coisa que ele gostava era de mulher (e de álcool mas isso não vem ao caso) e com o dom da palavra ele teve várias delas na vida. Só ele pode dizer de forma tão bruta mas ao mesmo tempo mansa que prefere mulheres belas. Arrisco dizer que um cara, ou por que não uma moça, que souber declamar de forma correta uma obra dele é capaz de conseguir qualquer pessoa que quiser. Sem mais delongas coloco aí embaixo trechinhos do receita de mulher –  que você pode ler completo aqui – só não coloco ele todo por que ele é enorme daí pode ser cansativo)

 

Receita de mulher

As muito feias que me perdoem
Mas beleza é fundamental. É preciso
Que haja qualquer coisa de flor em tudo isso
Qualquer coisa de dança, qualquer coisa de haute couture
(…)
É preciso que tudo isso seja sem ser, mas que se reflita e desabroche
No olhar dos homens. É preciso, é absolutamente preciso
Que seja tudo belo e inesperado.
(…)
Ah, que a mulher dê sempre a impressão de que se se fechar os olhos
Ao abri-los ela não mais estará presente
Com seu sorriso e suas tramas. Que ela surja, não venha; parta, não vá
E que possua uma certa capacidade de emudecer subitamente e nos fazer beber
O fel da dúvida. Oh, sobretudo
Que ela não perca nunca, não importa em que mundo
Não importa em que circunstâncias, a sua infinita volubilidade
De pássaro; e que acariciada no fundo de si mesma
Transforme-se em fera sem perder sua graça de ave; e que exale sempre
O impossível perfume; e destile sempre
O embriagante mel; e cante sempre o inaudível canto
Da sua combustão; e não deixe de ser nunca a eterna dançarina
Do efêmero; e em sua incalculável imperfeição
Constitua a coisa mais bela e mais perfeita de toda a criação inumerável.

 

Beijos gente!

 

Bônus pra quem gosta do lado meio alcoólatra do Vínicius, uma poeminha curtinho porém clássico dele!

Sobre um fato nas eleições do centro acadêmico

Semana que vem tem eleição para eleger uma nova chapa pra assumir o centro acadêmico de design da faculdade que estudo. Me disseram que pela primeira vez teremos duas chapas concorrendo YEY! Já demonstra um pouco mais de interesse dos alunos de fazer algo por eles mesmo dentro do curso.

Estou achando o máximo acompanhar essa novela porque sempre surge algo de interessante acontecendo. Na minha opinião classifico as chapas em: os certinhos e os festeiros (para não dizer outro nome que se os integrantes dessa chapa lessem ficariam muito chateados comigo). Hoje eu me deparei com um cartaz colado com as propostas de uma das chapas e, ao ler, vejo ao final: apoio: bar tal… WTF?????? Qual é o sentido de se conseguir apoio de um bar  para a eleição dessa chapa? O que esse bar pode fazer pelo nosso curso? Oferecer cervejas mais baratas para os alunos? E mesmo se oferecesse, qual o sentido nisso de verdade? Da a impressão que a futura gestão dessa chapa, que tem chances de ganhar, será só bagunça e festa; por que essa é a mensagem que o apoio de um bar, nessas circunstâncias, transmite pra mim.

Logicamente estão acontecendo outras coisas mas prefiro me manter quieta. Eleição de centro acadêmico é coisa séria, são eles que falam pelos alunos  no departamento do curso e para o dce. Se nem a chapa que você escolheu não se leva a sério na hora de se apresentar acho melhor você repensar. Se for votar por amizade, caso seus amigos ganhem, exija deles que eles saibam a hora de brincar, a hora de levar as coisas a sério e que centro acadêmico não é só festa.

AVISO: Segundo me informaram não é permitido ter pessoas de outros cursos participando da chapa (o que faz muito sentido por sinal, já que a pessoa não faz parte da realidade do curso), se vc for dessa chapa que está nessa situação é melhor se informar melhor pra saber se pode ou não isso, pra depois não ouvirem mimimi

#AREZZO e as peles exóticas, sem hipocrisias

Já vou começar falando: não uso pele de animais (quer dizer só couro) acho até meio esquisito pra falar a verdade, me sinto meio mal, mas como carne.

Enfim… Estou sem televisão, então só fico sabendo sobre as coisas mais polêmicas através dos TT’s do twitter. Ontem a marca AREZZO entrou lá e hoje ainda não saiu, o motivo? A coleção lançada por eles chamada Pelemania. Pelo que entendi essa coleção tem uma bolsa feita de pele de raposa e alguns sapatos feitos de pele de coelho, que parece que são chamadas de peles exóticas (a do coelho não tenho certeza, mas a da raposa é).

Logicamente todo mundo está metendo o pau, óbvio! Matar raposinhas e coelhinhos pra fazer uma bolsa? Absurdo!  Retirar de circulação? Não trará a vida deles de volta! Meu na boa… Vai à merda se você twitou algo semelhante à isso! Eu dou desconto de ir à merda os vegetarianos convictos que nem carne de peixe comem, tipo a minha irmã.

Fuck off! Você come carne! Você está matando um animal sempre! E não vem me dizer que precisamos das proteínas animais porque nós não precisamos mesmo, tudo é possível ser substituído por proteína vegetal sem a necessidade de tomar aqueles potões horríveis de proteínas que esses fanáticos de academia tem a mania de comer, sendo que na verdade estão jogando o dinheiro fora.

Ano retrasado li uma parte do livro Magra e Poderosa, não tive estômago pra ler tudo, em um dos capítulos era relatado o tratamento dado aos animais no matadouro, que mesmo com normas de morte digna aos animais nada era cumprido. Lembro de dois casos que me fizeram chorar muito quando li: enfiavam cabos de vassouras no ânus das vacas por pura maldade, cortaram o focinho do porco com ele vivo, ele chorava muito e por pura maldade jogaram sal no ânus dele pra vê-lo agonizar mais. Vocês sabia que esse tipo de maldade pode acontecer com a carne que você está comendo? Você acha justo usar couro e comer carne de bichos criados pra isso, pois deles tudo se aproveita, mas acha um absurdo usar pele de raposa que tbm é criada pra isso? O que muda de uma vaca/um porco pra uma raposa? Eles respiram, comem, vivem, amam,… Muda que você não come a carne dela só isso, mas o tratamento é praticamente o mesmo…

Vamos parar de hipocrisia!

Eu não critico a grife pelo fato de que eu mesma não consigo parar de comer carne, consumo objetos de couro, por ter achado as peças da  coleção lindas (mesmo sendo de pele), apesar de não ter coragem de consumir algo similar, e por ser um episódio à parte dos costumes da marca.

Sejamos Gays. Juntos.

Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrada morta na pequena cidade de Tarumã, Goiás, no último dia 6. O fazendeiro Cláudio Roberto de Assis, 36 anos, e seus dois filhos, um de 17 e outro de 13 anos, estão detidos e são acusados do assassinato. Segundo o delegado, o crime é de homofobia. Adriele era namorada da filha do fazendeiro que nunca admitiu o relacionamento das duas. E ainda que essa suspeita não se prove verdade, é preciso dizer algo.

Eu conhecia Adriele Camacho de Almeida. E você conhecia também. Porque Adriele somos nós. Assim, com sua morte, morremos um pouco. A menina que aos 16 anos foi, segundo testemunhas, ameaçada de morte e assassinada por namorar uma outra menina, é aquela carta de amor que você teve vergonha de entregar, é o sorriso discreto que veio depois daquele olhar cruzado, é o telefonema que não queríamos desligar. É cada vez mais difícil acreditar, mas tudo indica que Adriele foi vítima de um crime de ódio porque, vulnerável como todos nós, estava amando.

Sem conseguir entender mais nada depois de uma semana de “Bolsonaros”, me perguntei o que era possível ser feito. O que, se Adriele e tantos outros já morreram? Sim, porque estamos falando de um país que acaba de registrar um aumento de mais de 30% em assassinatos de homossexuais, entre gays, lésbicas e travestis.

E me ocorreu que, nessa ideia de que também morremos um pouco quando os nossos se vão, todos, eu, você, pais, filhos e amigos podemos e devemos ser gays. Porque a afirmação de ser gay já deixou de ser uma questão de orientação sexual.

Ser gay é uma questão de posicionamento e atitude diante desse mundo tão miseravelmente cheio de raiva.

Ser gay é ter o seu direito negado. É ser interrompido. Quantos de nós não nos reconhecemos assim?

Quero então compartilhar essa ideia com todos.

Sejamos gays.

Independente de idade, sexo, cor, religião e, sobretudo, independente de orientação sexual, é hora de passar a seguinte mensagem pra fora da janela: #EUSOUGAY

Para que sejamos vistos e ouvidos é simples:

1) Basta que cada um de vocês, sozinhos ou acompanhados da família, namorado, namorada, marido, mulher, amigo, amiga, presidente, presidenta, tirem uma foto com um cartaz, folha, post-it, o que for mais conveniente, com a seguinte mensagem estampada: #EUSOUGAY

2) Enviar essa foto para o mail projetoeusougay@gmail.com

3) E só.

Todas essas imagens serão usadas em uma vídeo-montagem será divulgada pelo You Tube e, se tudo der certo, por festivais, fóruns, palestras, mesas-redondas e no monitor de várias pessoas que tomam a todos nós que amamos por seres invisíveis.

A edição desse vídeo será feita pelo Daniel Ribeiro, diretor de curtas que, além de lindos de morrer, são super premiados: Café com Leite e Eu Não Quero Voltar Sozinho.

Quanto à minha pessoa, me chamo Carol Almeida, sou jornalista e espero por um mundo melhor, sempre.

As fotos podem ser enviadas até o dia 1º de maio.

Como diria uma canção de ninar da banda Belle & Sebastian: ”Faça algo bonito enquanto você pode. Não adormeça.” Não vamos adormecer. Vamos acordar. Acordar Adriele.

— Convido a todos os blogueiros de plantão a dar um Ctrl C + Ctrl V neste texto e saírem replicando essa iniciativa —

——————————————————————————————————————————————–

Como na útlima frase do post recomendou-se dar ctrl C + ctrl V eu dei! http://projetoeusougay.wordpress.com/ saiu de lá essa iniciativa. eu estou planejando a minha foto pra mandar e você?

Um canal do YouTube realmente bom: TruquesdeMaquiagem

Se você entrar no meu canal do yotube vai ver que eu sou inscrita em vários canais de beleza. A razão é porque gosto de aprender certas técnicas de maquiagem e cabelo, apesar de no final das contas sempre fazer o clássico olho preto esfumado, além de que eu gosto de ver os room tours e como as meninas organizam suas coisas. Mesmo estando inscrita em todos esses canais pouquíssimos eu realmente tenho paciência pra ver até o final, porque quase sempre é uma garota parada de blábláblá, que quase nunca se sente uma espontaneidade, parece que ela está alli só por fazer vídeos, ganhar parcerias e maquiagem de graça. Pra conseguir que eu veja até o fim o papo tem que ser realmente interessante ou eu querer muito aprender muito mesmo o que ela está ensinando.

Uma das poucas que eu realmente gosto de ver é a Paola Gavazzi e seu canal é o truques de maquiagem ela também tem um blog muito bom que leva o mesmo nome do canal. O canal dela é basicamente ensinando o básico, o b-a-bá da beleza. Nada de smokey roxo e amarelo ou então como fazer um olho arco-íris, nada de maquiagem ou cabelos drags, é só coisa de gente como o a gente, como escolher o spray de cabelo adequado pro acabamento que você quer ter, como usar base mineral, como esfoliar a pele, como hidratar o cabelo em casa,… Diquinhas bem simples mas que valem à pena demais ver porque sempre tem alguma novidade que vai facilitar a sua vida.

O que eu gosto é que ela é bem maluca em alguns momentos, mas na hora de ensinar é tem didática super boa, soa até estranho pra mim escrever isso mas as brincadeiras que ela faz são muito as brincadeiras de algumas amigas, talvez isso faz com que eu goste mais dela. Ela parece ser bem espontânea e parece se divertir fazendo os vídeos. Óbvio que rola um produção por trás, ela não faz sozinha. Algumas meninas novinhas que tão tentando dar um up no canal do youtube delas tentam copiar o estilo, mas por não ter essa produção acaba ficando uma barra muito forçada.

Então fica a dica né. Vou acabar deixando pra vocês assistirem o vídeo de como hidratar os cabelos em casa, uns do que eu mais gosto, pelo simples fato que ela entra de roupa e óculos no chuveiro pra explicar como faz.

Dignidade na morte de seu bichinho de estimação

Eu amo demais bichos, amo-os o bastante para saber que eu amaria tê-los aqui no meu cafofo de Curitiba mas que não teria condições de cuidar dele da maneira como ele merece.

Uma das coisas que mais me incomodam na vida é a insensibilidade das pessoas com seus bichinhos de estimação, algumas os tratam como se fossem meros objetos, adornos ou bichinhos de pelúcia, não vêem que ali tem um ser vivo que é capaz de sentir, de transmitir amor e carinho para seus companheiros (não acredito que nós somos donos de ninguém, somos companheiros de nossos bichos), que sentem dor, que sentem tristeza, seu bichinho é um bebê, a Latifinha, pelo menos pra mim, é.

Sexta passada saí com a minha mãe para ir à casa das artes comprar umas coisas, a casa das artes fica no plano piloto (área relativamente nobre do Distrito Federal) paramos um pouco longe, perto do HRAN, e ali perto, bem na beirada da pista, tinha nada mais nada menos que um cadáver de um cachorro, já inchado, já em decomposição e fedendo, poderia ser um cachorro qualquer vira-lata, de carroceiro, mas nos chamou a atenção de quem deixou o corpo ali tomou o cuidado de colocar sacos plásticos na cabeça e na parte de trás do bicho, justamente as áreas que saem alguns excrementos. Chegamos a conclusão que era um cachorro que tinha dono e que seu dono não era uma pessoa sem esclarecimentos.

Achei a cena absurda e muito triste. Como alguém pode descartar dessa maneira um ser que deu alegrias à ele? Um cão não merece a mesma dignidade na hora de morrer que alguém humano da sua família?

Enfim, eu já perdi três cachorros de formas muito inesperadas, e bastante tristes por sinal, em todos eles tomamos o cuidado de dar o fim certo à seus corpos. Se você tem dúvidas de como se procede ligue para o veterinário de seu cão e peça orientações. Quando o primeiro cachorro morreu havia em Brasília um cemitério público de animais e lá enterramos ele, tinha até uma plaquinha com o nome dele, como se fosse uma pequena lápide. Porém quando as outras duas morreram esse cemitério estava desativado e então as deixamos no veterinário para que ele encaminhasse elas para cremação, não ficamos com as cinzas nem nada, não sei dizer se meus pais pagaram por isso.

Portanto querido leitor, se você tem bichinhos cuide deles na velhice, não os abandone nesse momento difícil, porque eles não te abandonariam se você estivesse na mesma situação. Quando for a hora deles partirem tenha o mesmo cuidado que você teria com um ser humano que você ama e amou em vida, se informe, dê um pouco de dignidade na morte de seu bichinho.

Latifa sabe que com ela é na saúde e na doença, na alegria e na tristeza!

 

Um post sobre ser mulher

Hoje é dia 8 de março, dia internacional da mulher, e não posso evitar de deixar minha mensagem aqui. Seja feliz todos os dias e um dia da mulher bem feminino pra vc.

Até que a minhas espinha em cima da boca ficou bem charmosinha nessa foto, nem vou apagá-la

Ser mulher não é um fardo, aceite isso. Aceite que você é mais que um par de seios e uma vagina, aceite que você é mais que um bicho que sangra. Dê valor ao que significa hoje em dia ser mulher. Ser mulher é muito mais que ser XX, mas também não é ser mais nem menos que XY.

Então hoje dia 8 de março de 2011 me dou ao luxo de ficar sem seriedades e sem lições de moral sobre como devemos nos impor mimimi’s e vou relaxar e brincar de ser feminina, me maquiar e tirar umas fotos e postar aqui pra deixar esse post mais bonito (será?) E assim termino repetindo:

SER MULHER NÃO É UM FARDO, ACEITE ISSO!

textinho curtinho mas fiquei com medo de ficar chata e como eu mesma acredito menos sempre é mais

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.