Droga não consegui me manter no novo lifestyle, fui comer um folhado achando que era só de queijo tinha uma fatia de presunto dentro =( Não entendo porque é tão dificil venderem alimentos nas cantinas e lanchonetes da vida sem carne… Meu almoço (meus míseros 10 minutos de almoço) foi um risole super gorduroso de queijo, tudo que tem na cantina tem algum tipo de carne embutida assim fica dificil; o que fazer? me entupir de doce? comer salgados fritos? Levar de casa? Se eu tivesse paciência pra cozinhar e não tivesse que disputar uma geladeira com os outros moradores do pensionato juro que levava minha marmita…

Ontem vi a coisinha mais linda de viver, uma menininha muito miúda vestida de cinderela, com uma meia calça rosa e sapatilha rosa também! Quando o pai, tio, ou sei lá o que dela chegou ela foi correndo pular pra dar uma abraço nele, foi a cena mais gracinha que eu vi nesses últimos dias. Super prometo que quando eu tiver meus filhos vou deixar eles saírem de casa fantasiados, com asinhas de fadinhas, roupas nada a ver, adora essa licença poética que as crianças têm de terem a liberdade de vestirem o que bem entenderem sem parecerem ridículas, de aliás serem fofas. Pena não ter tido coragem de fotografa-la; acho um abuso fotografar criança  sem pedir autorização dos pais… Terei as minhas pra fotografar um dia ^^ Por falar em fantasia tenho que fazer uma fonte (um alfabeto*) nesse estilo pra amanhã e por falar em alfabeto estou descobrindo que desaprendi a escrever, não sei mais onde ficam os acentos das palavras!