Ai se tem uma coisa que detesto de verdade é ir ao mercado. Como as pessoas se transformam lá, acho que elas expõe o lado negro da força delas, colocam tudo de pior em suas atitudes, principalmente nas filas. Aqui em Curitiba tem um mercado bem famoso que os caixas têm fila única, ou seja, a fila é quilométrica e normalmente tem apenas três caixas atendendo essa fila. Hoje fiquei atrás de dois vileiros (gíria comum aqui que significa o mesmo que mano da quebrada, peão,…), enfrentando essa fila pra comprar uma garrafa do vinho mais barato que tem aqui e um sabonete (oi????). Não sei se é preconceito mas aquele piercing horroroso na orelha dele brilhando em suas cores fluorescente me fizeram ter nojo de um dos guris, o outro tinha um cabelo descolorido, bem anos 90. O linguajar também é bem característico, coisa não varia muito de cidade pra cidade. Estavam na fila pra comprar o Campo Largo e o sabonete porém tomavam latinhas de skol na fila usando a desculpa de que não haviam avisos que diziam que não podia consumir produtos dentro da loja. Não preciso nem comentar nada, você se indignará da mesma forma que eu. Ainda no mercado tinha dona batendo o carrinho em mim, duas se espremendo pra passar por um espaço mínimo entre eu e os vileiros, odeio de verdade ir ao mercado.

Mercados e vileiros  à parte, hoje rolou uma reunião na faculdade sobre uma revista que pretende ser lançada, é uma revista que não tem nome ainda, mas que vai servir como uma espécie de portfólio, divulgando os trabalhos produzidos pelos alunos da universidade (creio que não apenas os do curso de design, mas acredito que a prioridade de divulgação seja para a gente); e eu, Barbrinha, estou me comprometendo a participar disso e ficar na parte do conteúdo, e confesso que estaria disposta até a me oferecer para coordenedar esse grupo vamos ver… Na empolgação disso resolvi com minhas amigas criar um blog só nosso que ficará ali chamado A safra ruim, vai ser bem zuado, “a embalagem é feia mas não liga.” Ele ainda está no processo de arrumação mas já tem um post explicando o porque do nome.