No dia primeiro de dezembro esses artistas famosissímos morreram: Kimberly Cole, Ryan Secrest, Swizz Beatz, The Buried Life, Jay Sean, Bronson Pelletier. Você conhece alguma dessas pessoas? Nem eu. Brincadeiras completamente sem graça a parte no dia primeiro de dezembro artistas bem famosos, outros nem tanto, resolveram matar seus twitters, facebooks e afins. A intenção dessa campanha era que para reativar suas contas, seus seguidores deveriam doar uma quantia, o objetivo era chegar a pelo menos 1 milhão de dólares. No dia da campanha eu pensei: “Que bosta! Quem que vai pagar só para um artista qualquer voltar a ter twitter? É muita pretensão!” Deixei quieto e não acompanhei o desenrolar da história, mas imaginei que eles arrecadariam bem rápido a grana porque tem muito fã idiota por aí, daí hoje lendo uns posts de semanas passadas do Petiscos me deparo com este post. Primeira coisa que veio na minha mente:

Foi mais fail do que eu podia imaginar, tudo bem que foi por uma causa super nobre ajudar as crianças com Aids na África e Índia mas poxa vida só esses caras sozinhas arrecadariam dez vezes a quantia que eles queriam sem nem fazer cosquinha nas contas deles. Mas não eles são super necessários pro mundo e vão fazer seus fãs resgatarem suas vidas digitais. Cara nem os fãs da Lady Gaga conseguiram completar nem a metade da quantia, precisou um milionário qualquer completar o que estava faltando pra campanha não fazer mais feio do que estava fazendo. O fato é: ninguém liga pros facebooks desses caras. As únicas pessoas que se interessam por isso são aquelas que escrevem para sites como MORRI DE SUNGA BRANCA, KATYLENE, pq essas ferramentas podem ofereccer material para eles trollarem os artistas.

Pessoas naturalmente caridosas não teriam a atitude desesperada de resgatar um twitter pra ajudar. Famosos assinem seus cheques e não contem pra ninguém, o único que realmente precisa saber e vai saber sem você nem precisar contar é Deus, fica a dica.